Grafite - EP

by Grafite

/
  • Streaming + Download

     

1.
04:43
2.
03:05
3.
03:04
4.
04:48
5.
03:25

credits

released May 19, 2013

tags

license

about

Grafite Lisbon, Portugal

Filipe Martins - Guitarra
Gonçalo Ávila - Guitarra, Voz
Nuno Ferreira - Bateria
Rui Mascarenhas - Baixo

contact / help

Contact Grafite

Streaming and
Download help

Track Name: Beata
É o vício a picar
A atenção fugidia
Não fume, não passe, (não quero), cansaço
De uma vida tão de bem
Depois do toque
O trago é difícil
Não se digerem insubordinações
A vingança veste cinza
Ao domingo nas confissões

Testemunho do ar
É fácil de inventar

Mas qual de nós
Poderá limpar o seu nome
Recuperar
O tempo perdido que

Volta e meia chega a ajuda
Quem tem família tem tudo,
Ajuda a contar:
Uma frágil donzela!
Viu-se com o lobo ao lado
Moral é guardar a forquilha
E esperar para ouvir
Mas somos todos moucos
Poucos, os loucos que tentam sair

Testemunho do ar
É fácil de inventar

Mas qual de nós
Poderá limpar o seu nome
Recuperar
O tempo perdido, que
Track Name: Âncora
Quiseste ser maior
Crescer asas e não cair
Seja como é, Seja como for
Não há prazer sem dor

Diz-me o que te aflige
Pensarás que o chão não é para ti
Deixa-te estar à deriva
Nesse mar sem fim

E tu gritas: Quero voar!
Quero voar, quero voar
Track Name: O Piloto
Tanta é a gente por quem passas na rua
E as caras que se cruzam contigo
Todas vidas diferentes
Mas todas indiferentes ao teu olhar
E nem sequer pensas em pensar

Se vale a pena reparar

Vives embrenhado no teu mundo
És o teu único professor
Não sabes ao certo
Se isso te alivia ou não a dor
Mas nem sequer pensas em pensar

Se vale a pena partilhar

Sai dessa esfera
Desse ciclo vicioso
Põe-te a caminho
E não ao abandono

Vale a pena tentar
Track Name: A Estação
Lembras-te da estação?
À noite cheia
Do último adeus
De uma dor mal contida
Que do comboio partindo transbordava

Uma corneta ao fundo
Tocava para a partida
E o teu coração, o teu coração
Gelava

E o teu coração, o teu coração
Gelava
Track Name: Cinco
Julgaram-te mais um
No pilar deste rebanho
Mas como tu não há mais nenhum

Seres maior
É vestires a pele do lobo
No comum cercado
É vestires a pele do lobo
No comum cercado

O natural em ti venceu
Graças à forte mão pesada
Do homem de cajado
De cajado e espada

Seres maior
É vestires a pele do lobo
No comum cercado
É vestires a pele do lobo
No comum cercado

Seres maior...
Seres maior...
Maior...